Como comprar um imóvel com segurança

Comprar um imóvel é um investimento a longo prazo e vamos te ajudar a entender como comprar um imóvel com segurança. Se você ainda está se perguntando se é uma boa ideia, saiba que, sim, desde que o seu planejamento financeiro esteja detalhado e a compra seja feita com uma imobiliária de confiança. 

Entendemos que a compra de um imóvel é um dos investimentos mais seguros do mercado, porque a sua propriedade é um bem fixo, não pode ser levado ou tirado de você. Isso, é claro, desde que o pagamento do imóvel seja honrado e, como explicamos anteriormente, que o negócio seja feito com uma imobiliária de confiança. 

Nesse texto, reunimos dicas básicas para você comprar um imóvel com segurança e fechar um contrato promissor. A princípio, você vai ver instruções gerais e, depois, os pontos mais relevantes na compra de um imóvel novo ou usado, aos quais é preciso ter atenção redobrada. Confira!

Faça um planejamento financeiro detalhado da sua renda

É o primeiro passo para quem quer comprar um imóvel. Crie uma planilha, veja quanto é a sua renda líquida mensal e quanto sobra dela depois que você paga todas as contas.

Na planilha, separe os gastos devidamente: as despesas mensais e fixas (luz, água, condomínio etc.) e as despesas supérfluas (roupas, sapatos e tudo mais que você compra por impulso, não por realmente precisar). 

Nesse caso, busque manter em dia o pagamento das contas mensais e fixas e fechar a mão para compras impulsivas. Assim, você terá um capital maior e mais controlado para comprar um imóvel e honrar com o pagamento das parcelas.

Faça uma simulação de crédito

Todos os sites dos bancos possuem uma página para você fazer uma simulação de crédito, para financiar a compra de um imóvel. A simulação é sem compromisso e muito útil para você fazer um planejamento financeiro mais assertivo. Nela, você saberá quanto de crédito o banco pode te liberar e, assim, calcular melhor como o financiamento vai comprometer a sua renda mensal.

Busque conhecer os bairros de São Paulo

Conheça os bairros de São Paulo a partir do tipo de imóvel que você deseja adquirir: alto padrão, médio padrão ou padrão. Avalie quais oferecem um melhor custo-benefício para você exercer as suas atividades do dia a dia e compare os tipos de imóveis ofertados em cada bairro.

Leve em consideração o seguinte: em alguns bairros, o preço dos imóveis será maior porque a região oferece mais variedade de produtos e serviços para o seu dia a dia, ou seja, é mais valorizada. Em outros bairros, o preço dos imóveis será menor, mas talvez a região não oferece facilidade para você cumprir suas tarefas diárias, aumentando seu gasto, por exemplo, com deslocamento.  

Entenda o que influencia na valorização de imóvel

Os principais fatores que influenciam na valorização de imóvel, são: localização, o tamanho do imóvel, as condições habitacionais e a documentação regularizada. 

Por isso, no ponto anterior explicamos para você conhecer melhor os bairros de São Paulo, porque a localização é um dos fatores mais predominantes na precificação de um imóvel. Quanto mais nobre o bairro for, maior o preço da propriedade. 

No caso do tamanho do imóvel, quanto mais quartos e ambientes a propriedade tiver, mais valorizada ela será. Contudo, o que vai influenciar diretamente na valorização da estrutura do imóvel, são as condições habitacionais: os tipos de materiais usados na construção e se estão novos e em boas condições de uso.

Encontre uma imobiliária em São Paulo de confiança

Para isso, pesquise o histórico da imobiliária e feedbacks de pessoas que já compraram um imóvel. Primeiro, encontre o site da imobiliária e busque conhecer a história da empresa. Busque iniciar um atendimento para avaliar a receptividade da imobiliária.

Depois, pesquise nos canais de reclamação mais famosos, para ver feedbacks de clientes reais da imobiliária: Reclame Aqui, por exemplo. Neles, procure ler experiência de clientes que compraram um imóvel com a imobiliária na qual você iniciou atendimento.  

Revise os documentos da compra e do imóvel

É importante você ler o contrato de compra e conferir as documentações necessárias do imóvel, como: 

  • Título de propriedade com registro;
  • Certidão negativa de ônus reais e IPTU;
  • Averbação da construção junto ao Registro de Imóveis;
  • Registro de ações reipersecutórias e alienações;
  • Cópia do boleto com o registro de pagamento da Taxa de Cadastro e Avaliação;
  • Carta de Habite-se;
  • Planta baixa;
  • A.R.T. do engenheiro responsável pela obra;

Como comprar um imóvel usado com segurança

As dicas que demos acima são tanto para você comprar um imóvel usado com segurança quanto um novo. Mas, no caso de imóveis usados há um ponto específico que requer atenção redobrada.

Atenção a estrutura do imóvel

Como é um imóvel usado, atente-se a estrutura: paredes, pisos, portas, janelas, rede elétrica, rede hidráulica etc. Principalmente se o imóvel já foi alugado antes de ser vendido. Como mais de uma pessoa pode ter residido na propriedade, é normal a estrutura se desgastar com o tempo. 

O importante é verificar se o proprietário fez os devidos reparos antes de vendê-lo ou estará passando a propriedade com necessidade de reformas. Nesse caso, o preço do imóvel diminui, então lembre-se de negociar.

Imóveis novos à venda em São Paulo

Se você pretende adquirir um imóvel novo, confira a qualidade construtiva da propriedade. Mas, vale conferir mais atentamente as condições de pagamento!

Atenção as condições de pagamento

No caso de um imóvel novo, você pode adquirir um na planta ou já pronto para morar. Geralmente, para imóveis na planta, que ainda estão em fase de construção, a incorporadora ou construtora oferece a possibilidade de você dar uma entrada parcelada e financiar o resto do valor do imóvel.

Já para imóvel pronto para morar, na maioria das vezes é preciso dar uma entrada completa e financiar o resto do valor. Mas, isso não é um regra. Por isso, recomendamos que você estude bem as condições de pagamento com a imobiliária, incorporadora ou construtora.

Onde encontrar imóveis à venda em São Paulo 

Estamos aqui para isso! No nosso site, você encontra diversas opções de imóveis à venda em São Paulo. Conte conosco para conhecer as regiões, os tipos de imóveis, entender as melhores oportunidades e fechar o melhor negócio.

Conheça os dois tipos de financiamento imobiliário

Os bancos diminuíram os juros para quem quer financiar a compra de um imóvel. As oportunidades são diversas e o momento é propício para quem conhece os tipos de financiamento imobiliário e sabe negociar.

Você já sabe quais são os dois tipos de financiamento imobiliário utilizados no Brasil? Se ainda não, nesse texto vai conhecê-los e entender quais são as formas de pagamento das parcelas. 

Com as explicações que disponibilizamos aqui, você vai saber avaliar qual é a melhor oportunidade de financiamento para você comprar o imóvel que deseja, em um bom bairro de São Paulo e fechar um negócio justo e confiável com o banco. Vamos lá?

As formas de financiamento

Como explicamos anteriormente, no Brasil são praticados dois tipos de sistemas de financiamento imobiliário:

Sistema Financeiro da Habitação (SFH) 

Nesse programa de financiamento habitacional do governo, você pode financiar imóveis de até R$ 1,5 milhão, com juros de até 12% ao ano.

Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

Por esse programa de financiamento, é possível financiar imóveis acima de R$ 1,5 milhão, ou seja, aqueles que não estão inclusos no SFH. Os juros também são de até 12% ao ano.

Formas de pagamento

Para ambos os tipos de financiamentos imobiliários, existem duas formas de pagamento das parcelas mensais. Os sistemas são:

Tabela Price

Valor das prestações possuem um valor fixo, com juros já embutidos. Conforme você paga as parcelas, o saldo devedor total do financiamento é amortizado.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

O valor da amortização é constante, como o nome do sistema de pagamento já indica. Nesse caso, os juros diminuem ao longo do prazo de pagamento, ou seja, o valor das parcelas decresce.

Novo tipo de financiamento imobiliário

É uma nova modalidade de financiamento, lançada pela Caixa Econômica Federal em agosto de 2019: o financiamento imobiliário com IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que promete juros de 2,95% a 4,95% ao ano.

Com essa modalidade, a expectativa da Caixa Econômica Federal é reduzir de 30% até 50% o valor das prestações, com a taxa de juros corrigida pelo IPCA.

O IPCA é o índice oficial de inflação no Brasil, calculado mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), para oferecer uma variação dos preços no comércio.

Agora, além dos contratos de crédito imobiliário corrigidos pela Taxa Referencial (TR), com juros de 8,30% e 9,95% ao ano, você tem a opção de escolher o financiamento imobiliário com IPCA e avaliar se vale a pena para comprar o imóvel que deseja.

Recursos que ajudam a quitar mais rápido o financiamento 

Para quitar mais rápido o financiamento do imóvel, você pode optar pelo financiamento por composição de renda e pelo FGTS. Veja abaixo como funciona!

Financiamento por composição de renda

Permite que você divida o financiamento com outra pessoa, dessa forma é possível até mesmo financiar um imóvel com valor maior do que o previsto inicialmente. Porém, a pessoa com quem você pode dividir o financiamento deve ser alguém que também vai residir no imóvel comprado.

Como usar o FGTS para financiamento

É sempre bom poupar o FGTS para emergências. No caso do financiamento, ele é bom para amortizar parte do saldo devedor, ou seja, quitar uma parte do valor financiado para comprar o imóvel desejado. Portanto, o FGTS pode ser usado para pagar parte da construção do seu imóvel (se você está planejando construí-lo) ou amortizar algumas prestações do imóvel financiado.

Como comprar imóvel em São Paulo?

Nós, da SH Prime, podemos te ajudar nessa tarefa. Entendemos que investir em imóveis é um dos negócios mais seguros do mercado, desde que seja feito com um bom planejamento financeiro e uma imobiliária confiável, que vai proporcionar uma compra justa tanto pra você, comprador, quanto para o vendedor do imóvel.

Nesse caso, para comprar um imóvel em São Paulo de forma segura, recomendamos que você faça uma simulação de crédito imobiliário. A simulação é sem compromisso, apenas para você saber quanto de crédito o banco pode te liberar e, dessa forma, o seu planejamento financeiro fica mais detalhado e assertivo.

Depois de fazer a simulação de crédito imobiliário, um de nossos consultores pode te ajudar a garimpar a nossa carteira de imóveis à venda em São Paulo e selecionar alguns de acordo com as suas necessidades e condições financeiras.Fique à vontade para nos conhecer melhor e entrar em contato conosco se tiver mais alguma dúvida!